As mãos por trás da Pera Store

Aqui no Quem Faz Suas Roupas é assim! Gostamos mesmo é de quem valoriza a pessoa por trás da marca. Quem “mata a cobra e mostra o pau” (brincadeira pessoal, somos cruelty free por aqui). E foi isso que a Pera Store fez na última ação da marca.

Se você ainda não conhece o trabalho incrível da Pera, clique aqui para ler nosso post de apresentação.

A Thayse (idealizadora, proprietária, designer, modelo e tudo mais que precisar) trabalha com as mesmas costureiras há algum tempo e já criou uma relação de parceria com elas. Ela está sempre acompanhando a produção de perto. Por isso, trocam até mensagens pelo celular para saber como está o andamento da produção. No final das contas, acabaram criando um vínculo acima do profissional.

Eu sei quem faz minhas roupas: Pera e Par (+ cupom desconto)

É possível sim se vestir bem, estar “na moda” e ser ético nas suas escolhas. Sabia? Nessa sessão chamada Eu sei quem faz minhas roupas eu quero mostrar isso para vocês.

De coração, eu realmente só visto o que eu gosto. Tendências, passarelas, cores da estação são para os designers. Euzinha olho e penso SIM? NÃO? TALVEZ? E se for talvez eu nem levo, haha.

Na minha última viagem para Florianópolis aproveitei para fotografar esse look com peças que eu amo e de duas marcas que já ganharam o meu coração.

Eu sei quem faz minhas roupas: África do Sul

Essa é a história de uma viagem de férias para a África do Sul que acabou sendo promovida a trabalho. Isso porque o QFSR é aquele trabalho que dá gosto de fazer. Geramos muito conteúdo por lá sobre consumo consciente, consumo em viagens e moda ética e justa. E hoje quero mostrar um resumão dos melhores looks do bem que rolaram por lá.

Apresentando: Les Collines

Eu sempre pratiquei esportes e usar roupas que representassem isso sempre foi minha marca registrada (quem me conhece sabe bem, haha). Pensando em fugir das multinacionais poderosonas e clássicas que dominam o mundo dos esportes, me deparei com a Les Collines.

São tantas qualidades que vai até parecer propaganda.

O design é lindo, a qualidade é inegável e a produção é responsável – pode ser melhor?